18/07/2011 às 08h04min - Atualizada em 18/07/2011 às 08h08min

Brasil perde para o Paraguai e está eliminado da Copa América

Paraguai levou a melhor após empate sem gols na partida e está nas semifinais

A insossa participação da seleção brasileira na Copa América chegou ao fim. E de forma melancólica. Após 0 a 0 com o Paraguai nas quartas de final, o Brasil foi eliminado nos pênaltis ao desperdiçar as quatro cobranças que teve direito, na tarde deste domingo (17), em La Plata (ARG).

O time dirigido por Mano Menezes foi castigado justamente quando apresentou seu maior volume de jogo na competição, mas pecou nas finalizações. Neymar e Pato, por exemplo, perderam chances incríveis na frente do goleiro Villar.

Porém, pior ainda foi o momento dos pênaltis. Elano, Thiago Silva, André Santos e Fred perderam suas cobranças. Destes, apenas o zagueiro acertou o gol, mas Villar, destaque da partida, defendeu. Os outros três bateram de forma bisonha, isolando a bola.O Brasil encerra sua participação com apenas uma vitória e três empates, em campanha para ser esquecida. A equipe havia vencido as últimas duas edições do torneio. Agora, o Paraguai espera o vencedor de Venezuela x Chile para conhecer o oponente das semifinais.

O Brasil entrou em campo com a mesma escalação que derrotou o Equador por 4 a 2. Thiago Silva, recuperado de dores na coxa, foi a campo, e comandou, no primeiro tempo, a defesa brasileira, que não foi importunada pelo retrancado Paraguai.

Contudo, se o setor defensivo brasileiro funcionou, o meio-campo e o ataque deixaram a desejar na etapa. Mais uma vez a equipe errou muitos passes, também prejudicada pelo péssimo gramado do estádio, no qual a enorme quantidade de areia impressionava.

Com Ganso sumido em campo, coube a Robinho, o melhor do time, tentar armar a equipe. Aos 26min, o atacante deixou o também apagado Neymar na cara do gol, mas o santista bateu para fora, perdendo a primeira chance do Brasil.

Aos 32min, André Santos cobrou falta na pequena área e Lúcio, livre, se esticou e chutou de primeira, mas Villar, com o joelho, evitou o gol brasileiro. Depois, aos 40min, André Santos recebeu em boas condições na área, mas isolou o arremate.

Gols perdidos na segunda etapa

O segundo tempo começou com uma prévia do que seria a etapa. Logo aos 3min, Pato deixou Neymar na cara do gol. O atacante deu um corte em um zagueiro e chutou, mas Alcaraz salvou em cima da linha.

O Brasil melhorou em relação aos 45min iniciais e pressionou o encolhido Paraguai, desperdiçando inúmeras oportunidades. Aos 21min, Ganso chutou no canto e Villar espalmou.

O camisa 1 paraguaio, por sinal, passou a se destacar e parou Pato duas vezes. Aos 27min, o atacante dominou no peito e bateu a queima roupa, mas o goleiro defendeu com os pés. Depois, aos 35min, novamente com as pernas, evitou gol do camisa 9, que entrou cara a cara.

A essa altura, Fred já estava em campo no lugar de Neymar e conseguiu superar Villar aos 38min, em cabeçada forte que Barreto salvou em cima da linha. Aos 47min, Lucas apareceu livre pela direita, mas chutou em cima da zaga, na última oportunidade antes da prorrogação.

No tempo extra, o jogo ficou quente no começo, em confusão generalizada após falta em Lúcio, que teve a expulsão de Lucas Leiva, do Brasil, e Alcaraz, do Paraguai. Mano, então, colocou Lucas na vaga de Ganso e, em seguida, Elando na de Pato. O Brasil pressionou, mas a igualdade persistiu.

Nos pênaltis, Elano e André Silva isolaram suas cobranças. Thiago Silva parou nas mãos de Villar e Fred bateu para fora. Pelo Paraguai, apenas Barreto perdeu. Porém, Estigarribia e Riveros marcaram e deram a classificação à sua equipe.

FICHA TÉCNICA
BRASIL (0) 0 X 0 (2) PARAGUAI

Local: Estádio Ciudad de la Plata, em La Plata (Argentina)
Data: 17 de julho de 2011 (domingo)
Horário: 16h(de Brasília)
Árbitro: Sergio Pezzotta (Argentina)
Assistentes: Ricardo Casas (Argentina) e Efraín Castro (Bolívia)
Cartões amarelos: André Santos, Maicon (B); Vera, Barreto, Marecos, Estigarribia (P)
Cartões vermelhos: Lucas Leiva (B); Alcaraz (P)

BRASIL: Julio Cesar; Maicon, Lúcio, Thiago Silva e André Santos; Lucas Leiva, Ramires e Paulo Henrique Ganso (Lucas); Robinho, Alexandre Pato (Elano) e Neymar (Fred)
Técnico: Mano Menezes

PARAGUAI: Villar; Verón, Da Silva, Alcaraz e Torres (Marecos); Vera (Barreto), Cáceres, Riveros, Estigarribia; Valdez e Barrios (Perez)
Técnico: Gerardo Martino


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »