08/11/2010 às 17h47min - Atualizada em 08/11/2010 às 17h47min

São Paulo indica estádio do Timão como solução, e CBF crê em abertura

Agora projeto do Corinthians passará por aprovação do COL, da CBF e terá que apresentar garantias financeiras para a realização da obra para 65 mil

g1
A cidade de São Paulo deu um passo importante para sediar a abertura da Copa do Mundo de 2014. Após uma reunião na tarde desta segunda-feira, no Palácio dos Bandeirantes, na capital paulista, o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, recebeu das mãos do governador de São Paulo, Alberto Goldman, e do prefeito, Gilberto Kassab, uma carta do Corinthians apresentando seu futuro estádio como palco para receber jogos do Mundial. Agora, o estádio do Timão passa a ser o representante do Estado para o evento. A partir daí, o projeto será entregue ao COL (Comitê Organizador Local) durante a próxima semana, e passará por todas etapas que os outros estádios já enfrentaram: aprovação do COL, da Fifa e, por fim, apresentação das garantias financeiras. De forma incisiva, Ricardo Teixeira se mostrou confiante na realização da abertura em São Paulo. - Agora vamos seguir o processo e receber o projeto nos próximos dias. Depois de aprovado, vamos aguardar pela apresentação das garantias financeiras. Foi importante o apoio do governador e do prefeito. Gostaria de ressaltar que o futuro governador (Geraldo Alckmin) me ligou e colocou-se a disposição para que a realização da Copa em São Paulo seja um sucesso, com o Estado realizando uma grande abertura. Partindo do pressuposto de que tudo seja aprovado, nossa intenção, vontade e certeza absoluta é de que teremos a abertura em São Paulo - ressaltou Teixeira, mostrando apoio total. Porém, apesar do clima festivo, segue o impasse sobre quem pagará a ampliação da futura arena corintiana. Para executar uma obra que receba 65 mil espectadores, o Timão gastará cerca de R$ 600 milhões, e por enquanto tem garantido investimento de R$ 400 milhões, oferecidos pela Odebrecht. Como o projeto ainda passará por todas as etapas de aprovação, teoricamente há tempo para que o clube consiga captar os recursos restantes. O Governo reiterou que não tem como investir financeiramente no estádio, mas fará todas as obras necessárias para adequar o bairro de Itaquera ao recebimento do evento, com investimento estrutural. - Demos continuidades às conversas que já tinham sido iniciadas. O elemento novo e fundamental foi termos recebido uma carta do Corinthians comunicando a decisão de fazer o estádio da forma como a Fifa exige para a abertura. A carta foi enviada ao Comitê Organizador de São Paulo e vamos encaminhar ao Nacional . O projeto será analisado e, com a aprovação, o Corinthians levará adiante a realização e a abertura da Copa – reforçou o governador Alberto Goldman. Anteriormente, a cidade de São Paulo apostava na escolha do Morumbi para a abertura da Copa do Mundo, mas o projeto de modernização do estádio, aprovado pela Fifa inicialmente, não obeteve garantias financeiras. O clube paulista ainda tentou emplacar um projeto mais barato, mas não conseguiu e foi retirado do Mundial.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »