27/04/2010 às 11h25min - Atualizada em 27/04/2010 às 11h25min

Lula defende mais parcerias na América Latina

Para presidente, acordos entre países da região podem levar a 'uma ordem internacional mais justa'

SERGIO DUTTI/AGÊNCIA ESTADO/AE
No discurso que realizou nesta segunda-feira, durante a abertura da cúpula Brasil - Comunidade do Caribe (Caricom), em Brasília, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva garantiu que, em busca de “uma ordem internacional mais justa”, é necessário o aumento das parcerias e acordos entre os países da América Larina.

Lula recebeu 14 chefes de Estado no Itamaraty, e disse que “ao fortalecer nossa aliança forjamos posições conjuntas em favor de uma ordem internacional mais justa. No G-20, o Brasil busca expressar as demandas da América Latina e do Caribe (…) temos proposto iniciativas para engajar as instituições multilaterais no financiamento de programas sociais e de infra-estrutura nos países em desenvolvimento”.

O presidente aproveitou a oportunidade para reforçar a cobrança pela conclusão da Rodada Doha de negociações, feita pela Organização Mundial do Comércio, com a alegação de que isso poderá “reverter distorções ao comércio agrícola mundial que mantém milhões na insegurança alimentar ou na dependência da caridade”.

Informando que o Brasil destinará cerca de US$ 300 milhões para a reconstrução do Haiti, país que foi praticamente devastado por um forte terremoto no início deste ano (são mais de 200 mil mortos apenas na capital Porto Príncipe), Lula alegou que “queremos ser verdadeiros parceiros. Por isso, decidimos aceitar o comando da Minustah (missão das Nações Unidas no Haiti). Confiamos em que a América Latina e o Caribe podem oferecer um novo paradigma de solução de conflitos”.

Fonte: Jovem Pan Online.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »